Você sabe o que é ragu ?

Você sabe o que é ragu ?

Você sabe o que é ragu ?

Você sabe o que é ragu?

Com a modernização da culinária e o acesso a informação comecam a surgir novos termos nos cardápios de bares e restaurantes. “Carne desfiada salteada na cebola”, “Camarão glaceado com molho barbecue”, “Filé de frango ao molho demi glace” e por aí vai. São tantos termos importados de outras culturas ou criados por um chef para um prato específico que às vezes nos perdemos na hora de fazer um pedido. Hoje falaremos do ragu. Afinal de contas, você sabe o que é ragu ? O ragu é um molho a base de carne, Criado por Alberto Alvisi no século XVIII, na Itália.  É utilizado principalmente para acompanhar as famosas massas italianas. Fettuccine, rigatoni, fusilli são as mais utilizadas. Com a popularização do molho, surgiram diversas variações adptadas ao paladar de cada país. Na Alemanha o ragu é à base de carne de porco. Na Hungria, o famoso Goulash é um ragu à base de vitela, carneiro, boi e diversas outras carnes, com bastante cebola e paprica. Já no Marrocos, o tagine, prato tradicional do país, é um ragu com diversos tipos de carnes, vegetais, frutas e especiarias.

Versões italianas

Na Itália, as duas principais variações são napoletano e bolognese. Na versão napoletana o ragu é feito com diferentes carnes cozidas em fogo médio durante horas, extrato de tomate, azeite, cebola, vinho tinto e água. Usado para acompanhar rigatonis ou fusilli com queijo parmesão. A carne é servida separada, em porções. Na versão bolognese, o ragu é feito de carne moída com tomate e é usado em fettuccines e pappardelles. No Caseratto, aprimoramos o ragu e criamos uma lasanha com ragu de costela. Foi uma inovação do nosso chef que tem dado muito sucesso. A receita você confere abaixo: Massa
  • 1kg de farinha
  • 350g de gema
  • 250g ovo inteiro
Sovar e deixar descansar por 30min e abrir no cilindro Recheio
  • Costela
  • Molho vermelho
  • Alho
  • Cebola
  • Salsa picada
Refogar temperos e colocar a costela desfiada e acrescentar molho vermelho. Deixar reduzir e ajustar o sal e acrescentar a salsa no final.

Assine para receber novidades: promoções, datas especiais, drinks novos e dicas.

UNIDADE MARISTA: R. 1132, 755 - St. Marista, Goiânia - GO, 74180-110

UNIDADE PASSEIO DAS ÁGUAS SHOPPING: Av. Perimetral Norte, 8303, Goiânia - GO, 74445-360

Aprenda 5 molhos incríveis para acompanhar sua carne

Aprenda 5 molhos incríveis para acompanhar sua carne

Aprenda 5 molhos incríveis para acompanhar sua carne

Um bom corte de carne precisa de um molho a altura para acompanhar. Que tal aprender 5 agora mesmo e sair da mesmice?

Não tem como negar que uma boa carne merece um molho incrível, não é? Aquele corte macio, suculento, no ponto que você gosta e um molho bem gostoso. É pura felicidade, fica até difícil descrever. Por isso, o Caseratto, especialista em carnes, te mostra 5 receitas de excelentes molhos para você variar sempre e deixar sua carne mais deliciosa ainda.

 

MOLHO DE VINHO TINTO

Concentrado, de sabor forte e potente. Ideal para ocasiões mais sofisticadas e harmonizar com a bebida.

Para fazer o molho de vinho tinto você só precisa de:

  • 3 xícaras de vinho tinto seco;
  • 1 dente de alho;
  • 1 cebola;
  • 2 colheres de sopa de manteiga;
  • Sal e pimenta a gosto.

Para preparar, é só refogar o alho e a cebola na manteiga, acrescentar o vinho e deixar reduzir por pelo menos 30 minutos para que perca o álcool. Tempere com sal e pimenta.

 



MOLHO DE VINHO DO PORTO

Muito suave e com um toque adocicado.

Para preparar o molho de vinho do porto, você precisa de:

  • 3 colheres de sopa de manteiga;
  • 1 xícara de caldo de vegetais;
  • 1 xícara de vinho do porto;
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo;
  • Sal e pimenta a gosto.

Adicione a manteiga e a farinha, misture bem e cozinhe por 1 minuto, acrescente o caldo de vegetais e vá misturando sempre, em seguida, acrescente o vinho do porto e deixe reduzir por alguns minutos.

 

MOLHO QUEIJO GRANA PADANO

Delicioso, com sabores complexos e deixa qualquer um com água na boca.

Para preparar o molho de queijo grana padano, você precisa de:

  • 2 colheres de sopa de manteiga;
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo;
  • 2 xícaras de leite integral;
  • 150 gramas de queijo grana padano ralado;
  • Sal e pimenta à gosto.

Cozinhe a manteiga com a farinha de trigo até ficar homogêneo, acrescente o leite morno aos poucos mexendo bem até formar um molho bechamel. Em seguida acrescente o queijo grana padano ralado e tempere com sal e pimenta à gosto.

 

MOLHO DE QUEIJO GORGONZOLA

Um molho coringa, para preparações pensadas em dividir com a turma toda.

Para preparar o molho de queijo gorgonzola, você precisa de:

  • 2 colheres de sopa de manteiga;
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo;
  • 2 xícaras de leite integral;
  • 200 gramas de queijo gorgonzola cortado em cubos;
  • Sal e pimenta à gosto.

Cozinhe a manteiga com a farinha de trigo até ficar homogêneo, acrescente o leite morno aos poucos mexendo bem até formar um molho bechamel. Em seguida acrescente o queijo gorgonzola e misture bem até que fique completamente incorporado ao molho, em seguida tempere com sal e pimenta à gosto.

 

MOLHO ORIENTAL

Um toque oriental deixa a carne diferente e muito saborosa.

Para preparar o molho oriental, você precisa de:

  • 1 colher de sopa de açúcar demerara ou mascavo;
  • 1 dente de alho;
  • 0,5 cm de gengibre ralado;
  • Suco de 1 limão;
  • 2 colheres de sopa de olho de gergelim ou azeite de oliva;
  • 4 colheres de sopa de shoyu;
  • Sal e pimenta à gosto.

Doure o alho e o gengibre no óleo de gergelim e acrescente o açúcar, o suco de limão e o shoyu. Deixe reduzir até ficar na consistência desejada e tempere com sal e pimenta.

Viu só, várias ideias de molho para você variar e deixar qualquer corte de carne muito mais gostoso, ideais para você curtir um jantarzinho ou receber os amigos. E não esquece de passar no Caseratto que carne é com a gente mesmo. Cortes nobres, molhos incríveis e tudo no ponto certo. Vem se surpreender

Assine para receber novidades: promoções, datas especiais, drinks novos e dicas.

UNIDADE MARISTA: R. 1132, 755 - St. Marista, Goiânia - GO, 74180-110

UNIDADE PASSEIO DAS ÁGUAS SHOPPING: Av. Perimetral Norte, 8303, Goiânia - GO, 74445-360

História, curiosidades e preparo clássico de risotos

História, curiosidades e preparo clássico de risotos

História, curiosidades e preparo clássico de risotos

Risoto é sinônimo de tradição e comida boa, conheça algumas curiosidades sobre o prato e motivos para pedir sempre.

Risoto é italiano, mas está presente no paladar e no coração das pessoas mundo afora. Sua tradução literal é arroz pequeno, e assim, com esse tipo especial de arroz, nasceu um dos mais importantes símbolos gastronômicos da Itália. E seu preparo fácil, utilização de ingredientes presentes no dia a dia e a opção de transformá-lo em várias receitas diferentes fez com que o risoto se tornasse a escolha certa para servir em muitas ocasiões.

A origem do prato ainda não é comprovada, a mais famosa é a de que os grãos de arroz foram inseridos na cultura italiana e espanhola através dos árabes durante a Idade Média. A umidade do mediterrâneo era ideal para o cultivo do grão que explodiu entre os mais ricos já que na época o preço era exorbitante. Os tipos de arroz usados para o risoto são o Vialone Nano, Carnarolli e Arbório e durante o século XI, no norte da Itália surge o risoto e com o tempo foi adicionado em sua receita o queijo e a manteiga.

O risoto mais famoso do mundo, é o Alla Milanese, e sua história é curiosa. A lenda conta que o mestre Valério de Fiandra, responsável pelos vitrais da catedral de Duomo di Milano, por ciúmes, queria estragar o almoço da festa de casamento de sua filha, e deixou cair pistilos de açafrão no risoto. O tiro saiu pela culatra, seu prato foi uma grande sensação, a receita clássica vive até hoje na mesa dos mais simples aos mais renomados restaurantes italianos.



O risoto mais famoso do mundo é o Alla Milanese

O risoto chegou no Brasil trazido pelos imigrantes da Itália e com a criatividade brasileira a receita foi transformada com ingredientes locais como: carnes, crustáceos, frango, pato e queijos. Também era chamado de arroz de forno, já que as pessoas tinham o costume de reaproveitar as sobras das refeições.

Para um legítimo risoto italiano, alguns passos e segredinhos são necessários.

Primeiro, é necessário escolher um dos três tipos de arroz especiais para a preparação do risoto. E depois refogar uma cebola, que deve ser picada de tamanho menor que o arroz, para evitar confusão e deixar a apresentação mais agradável.

Depois de refogar a cebola e o arroz, se acrescenta o primeiro segredo: o vinho branco. Essencial nessa receita, ele ajuda a liberar o amido contido no arroz, o que consequentemente traz a cremosidade do prato.

Em seguida, é preciso acrescentar um bom caldo, que pode ser de legumes ou frango concha a concha, sempre mexendo, até a absorção total.

Assim que o arroz ficar cozido al dente, se finaliza com manteiga e queijo parmigiano regiano. O prato deve ser consumido na hora para uma textura e cremosidade perfeitas.

Agora que você sabe disso tudo, é hora de ir experimentar uma das opções incríveis de risoto do Caseratto: caprese, camarão e grana padano com filé. Sabores incríveis, inconfundíveis com aquele toque especial, esperando você vir provar.

História, curiosidades e preparo clássico de risotos

Risoto Caprese

História, curiosidades e preparo clássico de risotos

Risoto de Camarão

História, curiosidades e preparo clássico de risotos

Risoto Grana Padano

Assine para receber novidades: promoções, datas especiais, drinks novos e dicas.

UNIDADE MARISTA: R. 1132, 755 - St. Marista, Goiânia - GO, 74180-110

UNIDADE PASSEIO DAS ÁGUAS SHOPPING: Av. Perimetral Norte, 8303, Goiânia - GO, 74445-360

Pin It on Pinterest