Um pneu que dá estrelas

19, set, 2019 | Curiosidades

Um pneu que dá estrelas

Eu sei, o título desse post é bem curioso. Um pneu que dá estrelas? Qual a relação entre uma marca de pneu e os restaurantes mundo afora? Acertou quem pensou em Michelin e seu guia de restaurantes. A história por trás desse guia você confere aqui.

A ideia é bem antiga e começou em 1900 pelo fundador da indústria de pneus Michelin – André Michelin. Seu objetivo não tinha nada a ver com restaurantes no início. Na verdade ele queria criar um vínculo afetivo entre o automóvel e o turismo e indiretamente promover a sua marca.

O Guia Michelin foi ganhando proporções inesperadas e tornou-se o principal indicador dos melhores restaurantes e hotéis da França e, depois, do mundo.

Atualmente são 4 guias divididos da seguinte forma:

  1. Guia Gourmant – é um guia exclusivo para restaurantes franceses.
  2. Guia Verde – guia visando o turismo relacionado ao patrimônio cultural e arquitetônico das cidades.
  3. Guia Prático – é um guia de bolso, com informações essenciais sobre cidades.
  4. Guia Vermelho – é o mais importante da marca e classifica os melhores restaurantes no mundo.



O Guia Vermelho

O guia é cheio de sigilo, mistério e a tiragem não é publicada. É o guia mais respeitado do mundo e classifica os restaurantes com 1 a 3 estrelas. 

Está presente em 30 países em 3 continentes, é considerado a maior referência da gastronomia mundial e são poucas as pessoas que têm acesso a sua produção.

Como é feita a avaliação no Brasil

A avaliação do Guia Michelin é feita por inspetores estrangeiros, que visitam anonimamente os restaurantes e seguem rígidos critérios de avaliação usados também nos outros 30 países onde o guia é editado. Além das visitas anônimas, os avaliadores sempre pagam a conta e devem manter total anonimato, não podendo revelar seu trabalho para ninguém. 

São avaliados, entre outros critérios, a qualidade dos ingredientes utilizados, domínio do sabor e técnicas culinária, a personalidade do chef em sua culinária, valor pelo dinheiro (value for money) e consistência entre as visitas. 

Antes de serem colocados nesta função, os agentes passam por um treino de seis meses a um ano, acompanhando um inspetor mais experiente em avaliações pelo mundo, para que saibam identificar o mesmo nível de qualidade em qualquer lugar.

O Brasil é o único país da América Latina contemplado pelo guia e não tem nenhum restaurante na categoria máxima de três estrelas.

A primeira edição do guia no Brasil foi realizada em 2015. Nenhum restaurante ganhou a nota máxima. Apenas um restaurante ganhou duas estrelas e outros dezesseis ganharam uma estrela. 

Veja o número de restaurantes brasileiros agraciados com estrelas desde a primeira edição do guia no Brasil.

Ano  Resturantes com 1 estrela Restaurantes com 2 estrelas
2015 16 1
2016 18 1
2017 18 1
2018 16 3
2019 10 2

fontes: 

https://viagens.sapo.pt/saborear/gastronomia/artigos/afinal-o-que-e-isso-de-ganhar-estrelas-michelin

https://funchalnoticias.net/2016/11/26/afinal-o-que-sao-estrelas-michelin/

 O Caseratto não possui nenhuma estrela, mas temos várias delícias no nosso cardápio que com certeza vão agradar o seu paladar. Venha conhecer!

 

Assine para receber novidades: promoções, datas especiais, drinks novos e dicas.

UNIDADE MARISTA: R. 1132, 755 - St. Marista, Goiânia - GO, 74180-110

UNIDADE PASSEIO DAS ÁGUAS SHOPPING: Av. Perimetral Norte, 8303, Goiânia - GO, 74445-360

Pin It on Pinterest

Share This